A busca pela experiência e não por uma lição do passado

Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.

Provérbio Chinês

Nas últimas duas semanas tive a companhia de uma pessoa especial da família, com quem não convivia a mais de quinze anos. Eu e ela seguimos rumos diferentes, /mas com a ajudinha da tecnologia é possível estar presente na vida uma da outra.

Passar um tempo com pessoas que conhecem nossa história, recordar dos episódios esquecidos da infância, voltar aos lugares que nos marcaram, não é 100% divertido como nos filmes de reencontro familiar de Hollywood. Teve momentos de gargalhadas, recordando do concerto que fomos e eu pedi um autografo da dupla Lucas e Mateus na nossa favorita blusa branca. Mas também teve momentos de choros, retornar a igreja que nos viu crescer e recordar de alguém que partiu em cada canção. E assim é a vida, eu tenho um passado.

O passado, aquele conjunto de acontecimentos que tivemos num tempo anterior ao presente, é notável tanto na vida pessoal como profissional. Todos temos um passado. Mas será que temos experiência sobre esses acontecimentos?

Eu vejo com frequência mães partilhando opiniões sobre educação infantil, com uma autoridade incrível, alegando que tem dois ou três filhos e são experientes sobre o tema. O mesmo acontece com relacionamentos e negócios. Na verdade, somos rodeados de muitas pessoas com passado e poucas com experiência.

Na nossa jornada empreendedora, é crucial buscar experiência e não coleccionar momentos que vão se transformar em passado. Cada acção deve ser planeada, preparada e executada com metas. A nossa habilidade de medir onde estamos e para vamos, torna-nos mais perto da experiência. E isso faz a diferença no negócio.

No entanto, o meu interesse em diferenciar a experiência do passado, não significada que devemos ignorar este último. O passado é importante, mas a análise do contexto e causa dos eventos é ainda mais importante. Não podemos tomar o passado por certo, ter filhos adolescentes ou um negócio há 10 anos, nem sempre significa experiência em educação infantil ou negócio. Por isso, testemunhamos mães frustradas quando os filhos se envolvem no crime ou empresárias com vários anos de actuação no mercado que cometem erros de principiantes.

A partir de hoje, reveja seus conceitos de experiência e passado. Para si, essas duas palavras tem mesmo significado ou não? O que acha da minha abordagem. Partilhar a nossa visão do mundo, faz-nos crescer como mulheres e empreendedoras. Vamos empreender?

 

 

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *