Como preencher o canvas (Parte II Segmentos de clientes)

O que seria de um negócio sem os clientes? Eles não somente compram o seu produto, como fazem parte de todo o processo de desenvolvimento do negócio. Por isso, o segmento de clientes é o segundo campo para preencher no mapa canvas.

Por que será que a descrição é “segmento de clientes” e não “clientes”. No canvas, uma ferramenta ideal para startups, a ideia de negócios é testada com pouco recurso, então nada melhor do que agrupar os clientes em segmentos. Em cada segmento escolhido, podemos analisar as características que eles têm em comum, a localização, e o principal, a necessidade que todos partilham. O modelo de negócios pode ter um ou mais segmentos de clientes.

Tal como na proposta de valor, o bloco de segmentos de clientes responde a algumas questões. E estas são as principais:

  1. Para quem você está a criar a proposta de valor?
  2. O que eles tem em comum?

 

Mercado de massas, nicho, diversificado, segmentado são segmentos de clientes que podem ser utilizadas para desenvolver o modelo de negócios. Já pensou qual é o seu segmento do cliente? Ter um segmento de cliente bem definido permite criar soluções ajustadas às necessidades dos clientes. E o cliente sabe quando o serviço foi mesmo desenhando a pensar nele.

Assim foi o dia da segmentos dos clientes, ainda faltam mais 7 blocos do canvas. Vamos empreender?

Como preencher o Canvas (Parte I- Proposta de Valor)

Todo o negócio começa com uma ideia. Esta é a primeira e crucial fase de um negócio, porque muitas mulheres não tem coragem de seguir com a ideia em diante. Eu já fui assim e ultimamente tenho conversado com várias mulheres que têm muitas ideias de negócio no papel e não sabem o que fazer para transformar o seu sonho de ser empreendedora uma realidade.

Há dez anos o teórico e consultor suiço Alexander Osterwalder apresentou um novo modelo de negócios, o canvas, como uma alternativa para as empresas criarem, entregarem e capturarem valor no mercado. O canvas é uma ferramenta prática, pois em apenas uma folha e 9 blocos é possível visualizar todos os processos chaves do negócio. Esta é uma ferramenta pouco conhecida em Moçambique, mas que vem ganhando cada vez mais interesse por empreendedores, principalmente aqueles que pretendem testas as duas ideias de negócios, sem gastar muitos recursos com pesquisas de mercado.

 

 

Os blocos devem ser preenchidos por ordem, sendo o primeiro campo dedicado a proposta de valor.

O que é Proposta de valor?

A proposta de valor explica como o conjunto de produto/serviços que oferecemos a um público-alvo específico diferencia-se da concorrência. Para além de responder porque o nosso negócio é único, mas importante é a motivação para o cliente escolher o nosso negócio e não um outro que oferece o mesmo produto ou serviço.

 

Vamos imaginar que você pretende tem a ideia de começar um negócio de confecção de bolos. Até agora a ideia não tem algo de especial, o mercado moçambicano tem muitas empreendedoras nesse ramo.

No preenchimento do bloco da proposta de valor, é preciso considerar duas perguntas:

  1.  Como o seu negócio se diferencia da concorrência quanto a criação (Novidade), entrega (Perfomance, personalização, design, marca/status) e captura (Preço, redução de preço, risco de redução de preço, acessibilidade e conveniência)?
  2.  O que é único no seu negócio (Inovação)?

O canvas é uma ferramenta versátil e que pode ser ajustado com frequência no processo de criação ou expansão do negócio. Por isso, não se preocupe caso tenha uma resposta hoje e daqui a duas semanas mude completamente a proposta de valor.

Desde que estudei sobre o canvas a mais de 2 anos atrás, tenho revisitado com frequência este documento, nada melhor do que utilizar ferramentas já testadas e que poden contribuir positivamente para o negócio, não importando em fase estamos.