featured pic

Infinitas formas de reutilizar com Regina Charumar

Trate bem a terra. Ela não foi doada a você por seus pais. Ela foi emprestada a você por seus filhos.

Provérbio Africano

Já passa algumas semanas que um amigo partilhou este provérbio no Facebook e sinto estas palavras tão fortes, como se uma voz do passado repetisse-as nos meus ouvidos dia após dia. Como podemos ficar indiferentes à terra que nos rodeia? Simplesmente não podemos ficar. Ponto final.

Foto: Paulo Alexandre

Para responder aos inúmeros desafios ambientais em Moçambique, Regina Charumar, jovem ambientalista e activista social defende que a reutilização de materiais tem sido uma aposta, como alternativa aos resíduos produzidos diariamente nas nossas casa, empresas, escolas entre outros.

O seu trabalho árduo pela defesa do meio ambiente, desde educação ambiental, sensibilização dos diversos problemas ambientais nas redes sociais e partilha de conhecimento em torna da matéria é reconhecido a nível nacional e internacional.

Como empreendedoras, buscamos motivação diária para enfrentar os desafios do negócio e não desistir dos nossos sonhos. E seguir uma mulher como a Regina Charumar, vai além de motivação e inspiração, é um exemplo a seguir. Tenho a Regina como amiga nas redes sociais a mais de dois anos, admiro a sua coerência, ela pratica o que diz. A parte as diversas campanhas de recolha de lixo, plantio de árvores, também é possível ver o seu lado artístico, com recurso a reutilização de diferentes materiais.

 

A Regina aposta em garrafas de vidro, garrafas plásticas, tampas, papel, papelão e latas, com que trabalha para mostrar as várias formas de reutilização. Deste modo, oferece ao público soluções para reduzirmos as quantidades de lixo e contribuirmos para a preservação ambiental.

Como a Regina chegou a mencionar na nossa conversa:

É também uma forma de estimular a cadeia de produção e negócio a base de reciclagem e reutilização, que devem ser vistos também como forma de gerar rendas para as famílias e empregos.

É preciso incutir no cidadão que “lixo é matéria prima” e é nisso que tenho estado a trazer e com isso construir uma geração melhor, uma geração que chamo de Geração C (Geração Consciente).

Se busca inspiração para o seu negócio em 2019, pense em escolher um negócio verde. É rentável e a próxima geração agradecerá a devolução da terra em melhores condições do que a encontramos.

 

 

 

Leave a Comment