Mulheres com multi potencialidades. Heroínas ou vilãs?

Hoje eu tenho um pequeno exercício para si, tente responder em menos de cinco minutos. Escreva numa folha em uma palavra: como gostaria de ser recordada daqui a 100 anos.  Fácil, não é?

Eu tive essa questão na primeira semana de formação no YALI África do Sul e até hoje recordo-me da gargalhada que soltamos quando chegou a minha vez de partilhar a resposta com o colega ao lado. A minha resposta foi ….. LOUCA.

Eu passei grande parte da minha vida ouvindo que sou louca, principal no meio de conversas sobre empreendedorismo. Quando essa palavra vem em tom de riso e de pessoas que são importantes na nossa vida, não há porquê levar a mal. Por isso dediquei tempo explorando a minha loucura e dei de caras com uma palavra interessante: Multipotencialidade.

Uma pessoa com multipotencialidade explora múltiplas áreas de conhecimento que culmina no desenvolvimento de diferentes profissões, hobbies ou projectos. Em muitos casos as actividades executadas por pessoas multi potenciais são de áreas completamente diferentes e elas estão envolvidas em novos projectos constantemente.

Embora o termo seja pouco utilizado em Moçambique, facilmente encontramos profissionais multi potenciais involuntários no país. Isto é, talvez já tenha visto uma jovem que aprende um ofício (cuidar de unhas) para próprio sustento devido a falta de emprego, depois consegue emprego numa área diferente e posteriormente inicia um curso universitário noutra área. No final do dia, temos uma profissional com diferentes habilidades e com capacidade de executar cada tarefa com excelência. Eu não me considero multi potencial involuntária, pois tenho adquirido novas habilidades por interesse e esse processo acontece desde a infância. Sempre acreditei na busca do conhecimento como um caminho para sucesso na vida pessoal ou profissional.

Pelo que percebi de leituras sobre o tema, as pessoas com multi potencialidade sentem dificuldade de ajustar-se no mercado como empregados por conta de outrem, pois um CV com múltiplas experiências são considerados confusos pelos empregadores. Enquanto que empreendedores multi potenciais possuem a inovação, criatividade e flexibilidade necessárias para o crescimento dos negócios. Pela minha experiência, quando a pessoa não reconhece ou tem dificuldade de gerir a multi potencialidade é a linha que divide o ponto positivo de novas descobertas e a dita “loucura”.

E então, vamos parar de olhar o mundo como um laboratório em busca de novas experiências e ter foco numa única profissão ou negócio? A minha resposta é não. Não abdique do prazer de explorar novos caminhos profissionais, aprenda a gerir o tempo e defina estratégias para aplicar a multi potencialidade a seu favor (ganhar muito dinheiro). E como sempre, se não conseguir encontrar as respostas sozinha, procure apoio profissional. Vamos empreender?

 

Leave a Comment