Um novo motivo para não começar o negócio: Corona Vírus

Coragem é resistência ao medo, domínio do medo, e não ausência do medo.

Mark Twain

Desde que a Organização Mundial da Saúde declarou que o Corona vírus é uma pandemia, diversas organizações adoptaram medidas de prevenção e propagação do vírus, tais como: trabalho remoto, pausa nas aulas, cancelamento de eventos e aí por em diante.

Um exemplo recente foi o cancelamento do Lioness Lean In Breakfast, um encontro importante para mulheres empreendedoras em Moçambique. E daí surgiu uma questão:

Será que vale a pena começar um negócio nos próximos meses?

Acredito que essa é uma dúvida de muitas empreendedoras, principalmente quem já adiou iniciar o negócio por vários motivos. O corona vírus entra para a lista dos motivos para não começar o negócio.

A minha resposta é simples: sim, vale a pena começar um negócio no meio da crise global.

A  mulher empreendedora corre riscos, busca soluções para os problemas, inova e acima de tudo, protege-se das ameaças. Nesta situação particular do corona vírus, eu sei que é comum sentir medo do futuro do negócio, eu também sinto isso, mas o medo precisa de uma adversária à altura. Uma mulher capaz de cortar o medo em pedaços, analisar a essência do medo e tomar uma atitude vencedora.

Vamos imaginar qual seria o pior cenário se uma empreendedora apostasse em abrir uma loja de roupa em Abril:

  • Poucos clientes na loja porque estarão em casa;
  • As despesas da loja seriam maiores do que as receitas;
  • Risco de ser infectada pelo vírus no movimento casa loja;
  • Risco infecção para os clientes na altura da prova de roupa;
  • Falta de stock de produtos porque os fornecedores estão na lista de países de risco

A lista de desvantagens para começar o negócio da loja que apresentei acima, ajuda a analisar o medo de iniciar o negócio e encontrar alternativas para avançar com confiança. As possíveis alternativas para começar o negócio de venda de roupa em Abril seriam:

  • Venda online (página facebook, sites de venda personalizados)
  • Selecção de fornecedores locais ou roupa com costura sob medida
  • Processo de tratamento de roupa seguro

A lista de alternativas pode ser longa, mas tenha uma afirmação em mente:

No tempo de crise, não sobrevivem os mais inteligentes, mas sim os mais flexíveis.

Esteja preparada para adaptar a sua ideia de negócio e quem sabe encontrar um outro negócio que se ajusta ao cenário actual. Por mais que você ame muito moda, mas se o seu grupo alvo está mais preocupado com a alimentação, que tal oferecer primeiro a comida e quando as condições estiverem mais favoráveis, apresentas a nova colecção de roupa.

Só para finalizar, não adie tanto o início do seu negócio. Não deixe o medo vencer, porque as empreenderas são as novas heroínas de Moçambique.

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *