14 5

Como começar um negócio de catering para empresas

O distanciamento social alterou a rotina das famílias moçambicanas, bem como a nossa relação com as tecnologias. Já parou para pensar quanto tempo está online? O status de whatsapp, stories do Facebook e instagram estão inundados de conteúdos para salvar a humanidade do tédio (ou será benção) de ficar em casa.

Um dos tópicos populares nas redes sociais é a (re) descoberta do talento culinário. Há inuméras fotos de pão quentinho a sair do forno, bolos, pizzas, caldeiradas, enfim, estamos a testemunhar o nascimento do novo Gordon Ramsey. Após o covid-19, pode ser que não abra uma padaria por quarteirão, mas veremos muitas mulheres questionando se não devem começar um negócio de catering, pois os seus pratos foram aprovados pela família e seguidores das redes sociais.

Como uma adapta de boa comida, resolvi trazer hoje um artigo sobre o negócio de catering. O objectivo do texto é trazer as empreendedoras à realidade sobre o tema. A maioria das mulheres  acredita que o talento na cozinha é o factor principal do negócio, mas ao longo do texto vemos que catering é muito mais do que isso.

O foco do artigo é catering para empresas, porque é nincho  mais lucrativo a médio e longo prazo, pois as empresas tem mais possibilidades de repetir eventos como: formações, recepção de delegações de outras cidades, reuniões, conferências, etc. Mesmo se você decidir começar o negócio nos próximos três meses, se conseguir o primeiro cliente e entregar um serviço de excelência, atrai novos clientes com maior rapidez do que se servir numa festa familiar.

5 dicas para começar o negócio de catering para empresas

  1. Conheça como funciona  a actividade

O catering não é um serviço novo em Moçambique, o tamanho do mercado é grande, assim como a concorrência. Não adianta seguir uma tendência, sem conhecer as regras do jogo.  O conhecimento começa com questionamento. Faça algumas perguntas antes de iniciar o projecto:

  • O que é catering e como funciona o negócio em Moçambique?
  • O ponto de trabalho será em casa, num contentor móvel ou estabelecimento físico?
  • Quais são os equipamentos importantes para o negócio?
  • Será que tenho experiência, habilidades ou conhecimento suficiente sobre catering?

 

  1. Faça um plano de negócios

Uma das melhores estratégias de iniciar um negócio popular no mercado é escolher bem o nicho. Um nicho de mercado é um grupo de consumidores pouco atendido pelas empresas.

Assim, você encontra um grupo atento para conhecer os seus serviços.

Depois de escolher o seu nicho, avança para outras perguntas importantes para escrever um plano de negócios ou modelo de negócios.

  • Quanto preciso para iniciar o negócio: custo inicial e custo operacional?
  • Quem serão os meus fornecedores?
  • Como vou atrair e manter os clientes?
  • Como vou inovar no negócio?

 

  1. Tenha licenças em dia

A produção de refeições com produtos fora de prazo e em espaços sem higiene coloca a vida dos consumidores em risco. Se está a produzir comida para venda a empresas ou particulares, até mesmo para consumo próprio, sempre deve cumprir a regras de higiene e segurança.

Em geral, espera-se que um espaço de produção tenha segurança na infra-estrutura e higiene.

  • Assegure a qualidade dos ingridientes;
  • Indique o conteúdo dos produtos e origem da comida;
  • O espaço deve ter luz, água, ventilição e limpeza em ordem;
  • Limpeza no espaço de preparação da comida e conservação dos alimentos ;
  • Equipamentos limpos e com manutenção regular.

 

No entanto, para ser aprovado para fornecer serviço de catering para empresas, você vai precisar de ter as licenças de funcionamento em dia.

 

  1. Invista na promoção dos seus serviços

Quando se aposta num serviço concorrido, o investimento no marketing deve ser maior. O seu negócio precisa ser conhecido, conquistar a confiança dos clientes e se destacar no meio da concorrência. A apresentação do negócio é crucial para chamar atenção dos dirigentes das empresas.  Tenha sempre disponível:

– Carta de apresentação;

– Cartões de visita;

– Perfil nas redes sociais;

– Fotos dos eventos e depoimentos dos clientes.

 

  1. Prepare-se para imprevistos

No princípio do ano ninguém esperava que o covid-19 teria tanto impacto nos negócios da área de restauração. As medidas do estado de emergência afectaram muito as empresas de catering, sem eventos, sem oportunidade de fornecer comida.

Deste modo, os novos negócios do ramo alimentar precisam estar preparados para todo tipo de imprevistos. Desde cancelamentos em cima da hora por parte de clientes, fornecedores ou pessoal, até mesmo ameaças como: pandemias, guerras ou catástrofes naturais.

 

Se você já iniciou o negócio na área de catering e procura alternativas para reiventar o seu negócio durante o Covid-19, pode optar por algumas medidas:

  • Oferecer serviço de entrega de refeições ao domicílios para empresas que trabalham a partir de casa;
  • Fazer parceria com empresas de eventos;
  • Vender vouchers.

Para empreendedoras que procuram migrar para o mundo digital, aproveite a nossa promoção Quero ser digital e adquira um serviço completo de design e gestão de plataformas digitais. Vamos empreendeder?

22 04

3 ideias de negócios digitais para começar hoje

Ficar em casa e morrer de fome ou sair de casa e morrer vítima de Covid-19 é o dilema actual para milhões de moçambicanos. O desafio é encontrar alternativas de geração de rendimentos sem sair de casa e de contacto reduzido com pessoas.

A tecnologia tem sido uma grande aliada para empresas sobreviverem ao Covid-19. Por isso, hoje pretende trazer três ideias de negócios para o público utilizador de smartphone ou computador. Como alertou o comediante e apresentador Hasan Minhaj no último episódio do programa Patriotic Act, nós não podemos resolver todos problemas do mundo, mas podemos escolher alguns para nos preocuparmos e tentar resolver.

Antes de descrever as três formas de geração de rendimento online, é importante esclarecer o que considero negócio digital.

Um negócio digital é aquele em que a jornada do cliente, desde ao conhecimento do produto/serviço até a compra, acontece nos canais digitais (telefone e internet) e sem contacto físico entre comprador e o vendedor.

Conheça as três ideias de negócio digital para começar hoje.

  1. Promotor de vendas de produtos digitais

A divulgação e venda de produtos digitais é um dos negócios mais baratos da lista. Para além de crédito, você pode investir em algum curso sobre técnicas de vendas. As principais actividades do negócios são:

  • Identificar os produtos e serviços que pretende vender. Por ex: cursos, ebooks, modelos de documentos Word/Excel, temas wordpress, fotos, etc. A lista é extensa, mas pode começar por escolher produtos que conhece ou que já tem potenciais clientes.
  • Definir metas e estratégias de venda. Pode vender pelo whatsapp, facebook ou site.
  • Fazer acompanhamento pós venda. Manter o contacto com os clientes, permite avaliar a qualidade dos produtos que vende e também abre caminho para novas vendas.

Gostou da ideia? Se está interessado em conhecer os produtos digitais que temos disponíveis clique  no link bit.ly/queroserdigitalmz e envie-nos uma mensagem.

  1. Assistente de comércio electrónico

Desde o início do estado de emergência, temos acompanhado muitos empreendedores optando pela comunicação e venda online. E aí encontramos mais uma oportunidade de negócio? Os negócios precisam de migrar para o mundo digital, mas os donos dos negócios tem pouco conhecimento tecnológico. Por isso, há mercado para assistir empreendedores na criação e gestão de lojas virtuais, até mesmo vendas em canais de baixo custo, como whatsapp ou facebook.

  1. Freelancer nas áreas de tecnologia, publicidade e educação

A terceira oportunidade de negócio digital é a melhor. Descubra uma nova habilidade, pratique e comece o negócio. A lista de novas habilidades inclui: desenvolvimento de aplicativos, desenho gráfico, marketing digital, produção de cursos, línguas, produção de manuais de apoios para estudantes e muitas outras habilidades que pode aprender e vender online.

Aprender uma nova habilidade requer maior investimento de tempo e dinheiro, mas terá maior retorno a médio e longo prazo. Na hora de aprender, esqueça que está a fazer isso para ultrapassar o Covid-19, cultive pensamentos positivos como:

Conhecimento não tem prazo de validade

E assim finalizo o artigo de hoje. De todos os problemas que tem no mundo, eu preocupo-me com a tecnologia. Eu não me preocupo exclusivamente com a falta de acesso da maioria dos moçambicanos às tecnologias, mas principalmente de como os poucos moçambicanos que tem acesso frequente à internet utilizam-na para seu benefício, isto é, como ferramenta para ganhar dinheiro.

 

 

 

 

 

 

9 3

PROMOÇÃO: Textos autênticos e poderosos para emprededoras

Em todos cantos do mundo as mulheres estão a celebrar o 8 de Março, a data que simboliza a luta pela igualdade de direitos das mulheres. O caminho para a igualdade de oportunidades entre homens e mulheres ainda é longo, mas cada nova conquista é um orgulho para todas nós.

Em Moçambique, vibramos com o destaque da Graça Machel na Revista Forbes, como uma das 50 mulheres mais poderosas. Nós testemunhas a garra e união das mulheres em diferentes áreas da sociedades, empreendedorismo, arte, desporto, activismo e por aí fora.

Como o foco do Blog Empreendedora Solo são as mulheres empreendedoras, lançamos uma oferta memóravel para mulheres que só pensam em negócios.

 

Partilhe!

2020 Image blog tittle 17 02

MVP da semana: Menu Basket

No princípio de 2018 eu publiquei um ebook, A primeira Startup: sem medo de empreender. Nesse meu estilo curto e directo, eu abordei sobre as 7 questões que um empreendedor deve responder antes de começar um negócio e no final apresentei uma lista de startups fundadas por mim.

Após alguma leitura e observação do ecossistema das startups tecnológicas em Moçambique, dediquei tempo para rever os meus projectos, bem como aperfeiçoar as minhas habilidades de comunicação e marketing digital. O meu portfolio não foi a única alteração que notei, a forma como organizo os processos de ideação e teste dos novos serviços melhoraram imenso.

Hoje, venho apresentar a minha primeira startup de 2020, Menu Basket, um espaço digital que reúne menu de restaurantes em Moçambique.

O título do artigo é MVP da semana, porque pretendo partilhar negócios (Criados por mim ou por terceiros) nas duas primeiras fases: ideação e prototipagem. Assim, é possível colher feedback  o mais rápido possível e investir recursos em alterações que trarão benefícios ao negócio.

Como surgiu?

Eu fiquei ausente do twitter por 6 meses, foi tempo suficiente para trazer uma nova vida ao mundo e curtir a segunda maternidade. Embora a vida de mãe não se resume em amamentar, trocar fraldas ou passar noites em claro, estava sem concentração para o meu laboratório de novas ideias. E quando retorno ao Twitter, vi uma publicação que dizia o seguinte:

Restaurantes em Moçambique, por favor, menu online é importante.

Eu sorri, abanei a cabeça e falei para mim mesma: DESAFIO ACEITE.

Em que fase está o Menu Basket?

A primeira versão do site já está disponível e está na fase de teste. Durante semanas, vamos testar a solução com os dois grupos: restaurantes e consumidores.

Então empreendedoras, é assim que nasce um negócio. Fique sempre atenta a dor das pessoas nas conversas cara a cara, nas redes sociais e nas notícias. Procure por uma solução e demostre a mesma na versão mínima possível. Assim já pode testar com as pessoas se a sua solução minimiza a dor delas ou não e quanto estão dispostas a pagar por isso.

Não esqueça de deixar o seu comentário sobre o Menu Basket. E lembre-se: empreendedoras são as novas heroínas moçambicanas, comece um negócio e salve o país.

featured pic 9 8

Artesanato: Hobbie de infância transformado em negócio

Hoje em dia, a maioria das meninas nas faixas dos 30- 40 anos, têm nas memórias da infâncias a costura de bonecas de pano. Retalhos de panos de diferentes padrões, agulhas, linhas e a imaginação infantil era a receita perfeita para bonecas magras, gordas, pequenas ou grandes. E de seguida, abriam espaço para criação de personagens, estórias e bricandeiras que duravam longos dias.

A minha infância também foi assim, costurei imensas bonecas de panos e não imaginava que aquela brincadeira poderia evoluir para a prática de artesanato. A partir dos 12 anos já dava os primeiros passos a fazer bordados ponto cruz, graças ao ensinamento de uma querida vizinha. Anos mais tarde, consegui partilhar as técnicas com os meus irmãos e fazia alguns artigos por encomenda.

Um dos momentos mais marcantes dos tempos que me dedicava ao ponto cruz, foi quando fiz capas para almofadas para o programa Belas Manhãs da TV Miramar. Naquela altura fazia artigos com frequência e tinha no portifolio quadros, almofadas, toalhas e babetes. No entanto, novamente veio aquela fase de colocar de lado as actividades que gostamos.

O aprendizado que retiro dessa relação com o artesanato e que quero partilha consigo é:

Quando queremos empreender, ficamos cegas a procurar da ideia de negócio ideal e acabamos nos esquecendo de algo que está mesmo no nosso corpo: as nossas mãos. Dedique algum tempo para cuidar e olhar para as tuas mãos e se recordar das coisas que fazias com elas na infância. Seja cozinhar, limpar a casa, amarrar a corda, menos bater nos amiguinhos. Daí aprende a transformar esse hobbie em negócio.

Faz algum tempo que venho preparando o meu retorno aos bordados ponto cruz, fui avaliando os desafios (falta de material na cidade, a fraca de popularidade do ponto cruz e tempo) e uma conversa com uma jovem empreendedora que foi oradora no Lioness Breakfast levou-me a essa reflexão.

Empreendedoras que actuam em Moçambique, não devem se limitar a uma área de actuação, pois o mercado é muito concorrido e instalável. Se conseguirmos fazer mais coisas e preservar a qualidade de entrega ao cliente, avançamos para buscar novos produtos e serviços.

Por isso, procurei o material que tem disponível para bordados, escolhi o artigo que iria bordar e testei o tempo de produção de cada modelo. Está semana comecei a promover esta primeira colecção de quadros decorativos em Ponto Cruz.

Então, chega de limitar o seu potencial, busque fazer coisas que gostas e faça dinheiro com isso. Vamos empreender?